Acordo com o BID beneficia estudantes e empresas

O presidente do Banco Interamericanode Desenvolvimento (BID), Enrique Iglesias, e o ministro daEducação, Paulo Renato Souza, assinaram nesta quinta-feira um Protocolo deIntenções em torno de um projeto de inclusão de negros, índios eestudantes carentes nas universidades. O projeto envolve recursos de US$ 9 milhões, sendo US$ 5milhões do BID e US$ 4 milhões em verbas do governo federal. As oportunidades para os jovens melhorarem suaqualificação para o mercado de trabalho foi também o tema dapalestra da presidente do Conselho da Comunidade Solidária, RuthCardoso, no seminário "Jovens Líderes do Século XXI" - queabriu, nesta quinta-feira, o conjunto de discussões da 43ª Reunião Anualdo BID. Ela enfatizou que, para garantir a inclusão dos jovensdos grupos mais carentes da sociedade, é necessário não apenasdar-lhes informação e treinamento, mas também ensiná-los asuperar obstáculos. Segundo Ruth Cardoso, 75% dos jovens queparticiparam dos programas de capacitação do ComunidadeSolidária voltaram para a escola. Iglesias assinou outros dois protocolos referentes aoprograma de crédito à pequena e média empresa mantido pelo Bancodo Nordeste (BNB), o Crediamigo. O BID emprestará US$ 180milhões. Outro programa do BNB, o Nordeste Empreendedor,receberá US$ 17 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.