Acordo com Irã é 'vitória' do governo Lula, diz Dilma

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse hoje que o acordo nuclear fechado entre Irã, Brasil e Turquia foi "um gol no Oriente Médio". "É uma vitória da diplomacia brasileira, mas sobretudo da política externa do governo Lula", afirmou a ex-ministra da Casa Civil, em entrevista à rádio CBN, de São Paulo. Segundo Dilma, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "demonstra que sempre se está disposto a dialogar".

BRUNO SIFFREDI E SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

17 Maio 2010 | 09h56

Questionada sobre a possibilidade de Lula ocupar no futuro uma cadeira na Organização das Nações Unidas (ONU), a petista afirmou que é preciso "perguntar para ele". "O Lula tem vínculos muito fortes com o Brasil", ressaltou. "Tem que ver o que ele quer fazer após o 31 de dezembro." Dilma afirmou que o presidente "deixa uma marca" na política externa brasileira, pois "criou na América Latina um outro ambiente", "fez o mesmo pela África e agora marca um gol no Oriente Médio".

Na entrevista à rádio, a pré-candidata disse ainda que não discorda da indicação de partidos políticos ou nomes para cargos em agências reguladoras. Na semana passada, o pré-candidato do PSDB, José Serra, criticou o loteamento de cargos no governo federal e a indicação política. Dilma afirmou hoje acreditar que as indicações devem cumprir critérios técnicos e disse que o governo tem procurado fazer isso.

Mais conteúdo sobre:
eleição Dilma Rousseff Irã nuclear acordo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.