Acordo com EUA foi um ´passo extraordinário´, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse neste sábado, 10, que "o Brasil deu um passo extraordinário" ao firmar um acordo de cooperação na área de biocombustíveis com os EUA, durante a visita do presidente americano, George W. Bush, ao País.De acordo com Lula, a discussão acerca das tarifas impostas pelos EUA ao etanol brasileiro "é uma questão de tempo". "Não espere, que ninguém vai ceder num primeiro aperto", disse o presidente, ao sair do Instituto do Coração (InCor), onde ele e a primeira-dama Marisa Letícia realizaram uma série de exames de rotina.Questionado sobre a reforma ministerial, Lula não falou sobre novas mudanças. "Acabei de ganhar um jogo com um time que está ganhando", disse o presidente. Ele acrescentou que não há prazo ou data definida para o anúncio do novo Ministério.Lula e Marisa aproveitaram a passagem pelo InCor, em São Paulo, para visitar o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), que está internado para tratar de uma pneumonia. "Fiz uma visita de um presidente da República a um senador", afirmou Lula. De acordo com um boletim médico divulgado neste sábado, ACM, de 79 anos, deve deixar a UTI na segunda-feira, 12, quando será submetido a uma nova avaliação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.