ACM teve inegável importância para o País, diz Simon

Senador do PMDB-RS afirma que Antônio Carlos Magalhães foi um 'político muito duro'

Marcelo Auler, Estadão

20 de julho de 2007 | 12h45

Para o senador Pedro Simon (PMDB-RS), o senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) foi um "político muito duro", mas de inegável importância para a história do País, "gostasse ou não dele". Simon ficou sabendo da morte do companheiro de Senado durante o velório do deputado Júlio Redecker (PSDB-RS), que morreu no acidente com o vôo 3054 da TAM.   Veja também:  Morre o senador Antonio Carlos Magalhães  Galeria de Fotos  ACM visita o Estado de S. Paulo   "O senador Antônio Carlos Magalhães foi um político muito duro, que apoiou todos os regimes militares e ficou com o (ex-presidente Fernando) Collor até o fim. O filho dele, Luiz Eduardo, inclusive, votou contra o impeachment. Mas tem que se reconhecer que a Bahia cresceu muito sob seu governo", afirmou Simon.   "É um homem que marcou a história do Brasil. Gostasse ou não dele, foi um homem importante", analisou.

Tudo o que sabemos sobre:
Morte de ACM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.