ACM renuncia prometendo voltar

Terminou o discurso de renúncia do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), que deixa o Senado para escapar à cassação do mandato por falta de decoro parlamentar. O senador afirmou que se afasta para escapar à ?punhalada fatal?. Mas prometeu voltar. ?Deixo-os, mas não deixo esta Casa?, disse. ?Dela me afasto só temporariamente?. Ele insinuou que poderia vir a disputar, até, a Presidência da República, ao afirmar que se prepara para ?voltar a esta Casa?, ou ir ?além dela?. ACM disse que, embora renunciasse ao mandato, não renunciava "à ética, à moralidade, aos ideais de toda uma vida"."Mandatos se recuperam nas urnas", afirmou, "e vou fazê-lo". O senador agradedeu aos que o apoiaram, "principalmente ao PFL" e aos "amigos e amigas" de seu gabinete."Renuncio ao meu mandato em respeito a você também, Luís Eduardo", disse ACM, referindo-se ao seu filho, o ex-deputado Luís Eduardo Magalhães, já falecido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.