ACM reafirma criação de CPI da Corrupção

O ex-presidente do Senado, Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), disse hoje que vai assinar o requerimento de instalação da CPI da Corrupção, mesmo que isso resulte na demissão do presidente da Eletrobrás, Firmino Sampaio. "Eu vou assinar a CPI. Agora, a demissão do Firmino é um problema pessoal do presidente da República e eu não posso discutir", afirmou ACM, acrescentando que todas as denúncias que fez contra o presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), estão sendo confirmadas pela imprensa e que se a investigação fosse estendida para outros casos "coisas maiores iriam aparecer?.O senador reafirmou ainda que está estudando a possibilidade de entrar com representação contra Barbalho no Conselho de Ética do Senado por quebra de decoro, em razão da comprovação de denúncias de corrupção envolvendo pessoas ligadas a Jader. ACM se irritou ao ser questionado sobre as especulações de que tanto ele quanto Barbalho iriam reduzir gradualmente os ataques para promover a pacificação na aliança governista e encerrou a entrevista considerando a pergunta uma falta de respeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.