ACM promete "surra eleitoral" a adversários

O presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA), disse que haverá resposta para os que dizem que os fatos dos últimos dias, inclusive a saída de parlamentares do PFL, significam o ocaso de sua carreira política. "Eu respondo quarta-feira com o resultado da eleição (à presidência do Senado) e, na Bahia, na surra eleitoral que eles tomarão", reagiu. O senador voltou a afirmar sua confiança na derrota do candidato do PMDB à presidência do Senado, senador Jader Barbalho. Segundo ACM, a alternativa do PFL ainda não é a candidatura do senador Jorge Bornhausen (SC), pois esse nome só seria lançado em último caso, já que seu eleitorado estaria restrito aos 21 votos do PFL. ACM disse que ainda há alternativas em estudo, inclusive em outras forças políticas, e a opção deve ser feita entre os dias 12 e 13 próximos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.