ACM pede providências em relação ao DNER

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) denunciou ainda a falta de providências contra irregularidades ocorridas no Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), subordinado ao ministro dos Transportes, Eliseu Padilha, do PMDB. Ele disse que, em resposta aos problemas detectados pela Advocacia-Geral da União (AGU) no pagamento de precatórios, houve apenas o desligamento voluntário do funcionário Gilson Moura, que posteriormente foi exonerado. A AGU, segundo ACNM, recomendara que as irregularidades fossem levadas ao conhecimento do Ministério Público Federal, do TCU, da Receita Federal, do INSS, da OAB e do CREA. Recomendou ainda a instalação de procedimento administrativo disciplinar e a revisão dos pagamentos efetuados de 1997 a 1999. "Mas quem são os verdadeiros responsáveis pelos desmandos? Quais as responsabilidades apuradas? O erário foi ressarcido?", questionou o senador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.