ACM Neto promete 'ficha limpa' na administração pública

Prefeito eleito quer começar a mudar quadro atual da prefeitura de Salvador antes da posse, em janeiro

Tiago Décimo, de O Estado de S. Paulo

06 de novembro de 2012 | 19h02

SALVADOR - O prefeito eleito de Salvador, ACM Neto (DEM), não quer esperar a posse, em 1º de janeiro, para começar a mudar a administração municipal. O democrata negocia com o atual prefeito, João Henrique Carneiro (PP), o envio à Câmara de um projeto de reforma administrativa, no fim do mês - ou no início de dezembro - para votação em regime de urgência. Segundo a assessoria de João Henrique, o prefeito está disposto a ajudar "no que for necessário".

O projeto vai ser desenvolvido pela equipe de transição, anunciada oficialmente nesta terça-feira, 6, pelo coordenador, o ex-governador baiano Paulo Souto (DEM), com a colaboração da consultoria norte-americana McKinsey.

"Queremos baixar, já no primeiro dia de governo, um conjunto de decretos com o objetivo de dar austeridade à administração", disse o prefeito eleito em entrevista nesta terça ao radialista Mário Kertész (candidato pelo PMDB à prefeitura, que apoiou o petista Nelson Pelegrino no segundo turno). "O começo vai ser difícil, serão medidas duras, que vão contrariar interesses corporativos, mas que precisam ser tomadas, pelo bem da cidade."

Sem entrar em detalhes, ACM Neto citou uma das medidas nas quais está trabalhando. "Vou baixar o decreto da Ficha Limpa na administração pública municipal, por exemplo", disse. O futuro prefeito também prometeu fazer um turno de trabalho da prefeitura nos bairros, para aproximar o poder público da população. "As pessoas vão sentir logo no início a diferença no estilo de gestão", afirma.

Tudo o que sabemos sobre:
ACM Netoficha limpa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.