ACM Neto diz confiar em adesões para criar CPI

O líder do DEM na Câmara, deputado ACM Neto (BA), disse hoje, em Salvador, confiar na adesão de "parlamentares independentes" para criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação da empresa de consultoria do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. "Estamos tentando buscar parlamentares da base que não têm necessidade de depender exclusivamente do governo", afirma. "Já temos alguns nomes", acrescentou.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

22 de maio de 2011 | 19h17

Segundo o parlamentar, os avanços da oposição tentam "cercar" Palocci. "Estamos atuando em três frentes: na CPI, nas Propostas de Fiscalização e Controle (PFCs) que apresentamos na quinta-feira (em cinco comissões permanentes da Câmara) e na continuidade das tentativas de convocar o ministro", afirma. "Ele precisa dar explicações claras, de forma contundente, sobre sua evolução patrimonial. É muito ruim para o País ter um ministro-chefe da Casa Civil na berlinda, como ele está".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.