ACM nega ter determinado violação de painel

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) negou da tribuna do Senado que tenha partido dele qualquer determinação para que houvesse a violação do painel. ACM presidia o Congresso no dia 28 de junho do ano passado, quando, segundo laudo da Unicamp há pouco divulgado, foi violado o sistema de votação eletrônica do Senado - na sessão em que foi cassado o ex-senador Luiz Estevão (PMDB-DF).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.