ACM não se preocupa com enfraquecimento do carlismo

O ex-senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), disse hoje a Agência Estado, que não está preocupado com a "manobra" que o PSDB e o PMDB estão montando para enfraquecer o carlismo na Bahia. Os dois partidos estariam se unindo para juntos apagar a imagem de benfeitor que o ex-senador tem junto ao povo baiano. Segundo matéria publicado hoje no Estado de S.Paulo, da parte do ministro da Saúde, José Serra (PSDB-SP), as liberações de verbas passariam a ser feitas diretamente para os municípios, deixando de passar pelo governo da Bahia. Isso diminuiria as chances de ACM se eleger governador ou voltar ao Senado.Mas segundo ACM, que cita matéria publicada na imprensa paulista, para "qualquer coisa que eu seja candidato na Bahia eu vou vencer com o dobro de todos os outros somados". Sempre fazendo questão de dizer que foi bem recebido pelo povo paulista, ACM disse que não será candidato a Presidência da República. "Eu penso em representar a Bahia no Senado ou no governo. Provavelmente ainda mais no Senado para que eu possa olha de frente alguns que não podem olhar para mim nem de costas" disse o senador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.