ACM manda fax de agradecimento a Itamar

O governador de Minas, Itamar Franco (sem partido), recebeu hoje um fax de agradecimento do senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA), relativo a uma nota divulgada domingo por ele, em Juiz de Fora, na qual denuncia uma suposta campanha de execração contra o político baiano, por parte da mídia e da oposição brasileiras. No fax, ACM, que ontem negou estar montando um arco de forças políticas contrárias ao presidente Fernando Henrique Cardoso, parece procurar uma aproximação com Itamar, potencial candidato ao Planalto, em 2002 - além de um dos principais detratores do governo federal -, com o qual nunca teve bom relacionamento."Quero agradecer a vossa excelência as suas palavras que demonstram seu caráter em relação a mim", diz o senador. "Em verdade, muitos que me exaltavam, até desnecessariamente, hoje tentam me apedrejar para agradar o poderoso do Planalto", acrescenta. Ele referiu-se à nota de Itamar, para quem os recentes ataques a ACM por parte de "certos cronistas e repórteres especializados em política", que o teriam bajulado até ele deixar a presidência do Senado, foram prova do "servilismo de grande parte da nossa mídia ao atual detentor do poder". "Cresce de significação o seu gesto, levando em conta não termos, no momento, uma aproximação adequada", prossegue. "A sua atitude, se o engrandece, me faz credor na minha gratidão", finaliza o senador. Itamar - que em sua nota disse estar à vontade para comentar o assunto, já que nunca havia mantido "boas relações com ACM" - também recebeu, em Juiz de Fora, onde passou o Carnaval e de onde só deve voltar a Belo Horizonte nesta quinta-feira, um fax nos mesmos termos do de ACM, enviado pelo governador da Bahia, César Borges (PFL). "Em um momento em que tantos que antes endeusavam o senador Antônio Carlos Magalhães o atacam, encaro como gesto de muita grandeza o posicionamento de vossa excelencia. O governador e o povo da Bahia manifestam-se profundamente agradecidos", diz Borges. Segundo a Assessoria de Itamar, o governador só deve se pronunciar sobre os agradecimentos e sobre as perspectivas de que ele monte uma frente de oposição, com ACM, na sexta-feira, quando entrevista no Palácio da Liberdade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.