ACM insinua apoio a nova CPI

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) afirmou que a denúncia de que o economista Francisco Lopes vendia ao mercado informações privilegiadas, quando presidente do Banco Central, é "um caso a mais, que deve ser investigado" pelo governo, "para que, amanhã, não venha a ser investigado pelo próprio Senado". A uma pergunta sobre sua disposição de assinar o novo requerimento de criação de uma CPI da Corrupção - desta vez apenas no Senado -, Magalhães respondeu que, "no momento", não pretende apoiar a idéia, mas ressalvou que poderá assinar o documento se surgir "um fato grande e importante".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.