ACM: hoje é "um dia negro para o Congresso"

O ex-presidente do Senado Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) disse, há pouco, ao deixar o plenário do Senado após a eleição de Jader Barbalho (PMDB-PA) como seu sucessor, que "hoje é um dia negro para o Congresso brasileiro".Ele considerou ainda "triste para a democracia do Brasil que alguém inabilitado moralmente chegue à presidência do Congresso", referindo-se a Barbalho, já empossado no cargo.Segundo ACM, "a opinião pública não aceita elementos marcados pelo Ministério Público dirigindo um poder da República" e, mais cedo ou mais tarde, Jader será chamado a depor sobre fatos que envolvem seu nome. "Acho que essa escuridão vai acabar um dia, mas hoje...", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.