ACM faz mistério sobre discurso

O senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) disse que abordará irregularidades na área portuária e em outras áreas do setor de transportes, durante o discurso que deverá pronunciar amanhã da tribuna do Senado. Ele disse que citará o presidente Fernando Henrique Cardoso, mas continuou fazendo mistério sobre o conteúdo exato de suas declarações. "Ouçam amanhã", afirmou o senador, preocupado em manter a expectativa em alta. Ele disse que fará o pronunciamento mesmo que o plenário seja esvaziado por alguma manobra dos seus adversários políticos. "Posso não ter público aqui, mas vou ter (público) na televisão do Senado, como nunca", avaliou. O senador disse que parte do discurso será feito em improviso, e negou que venha a abordar as denúncias sobre o Dossiê Cayman, que tratava de supostas contas irregulares de autoridades brasileiras em bancos no exterior.O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA) negou que seu partido esteja planejando esvaziar o plenário. Disse que presidirá a sessão e que ouvirá o discurso de Magalhães "com a maior atenção". Mas alertou que "todos os senadores sabem de suas obrigações, especialmente com relação ao decoro parlamentar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.