ACM evita falar sobre depoimento

O senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) evitou, ao chegar ao Congresso, fazer comentários sobre seu depoimento ao Conselho de Ética, marcado para amanhã às 14h30. Ao ser indagado sobre a possibilidade de ser recuperada a lista de votações da sessão em que foi cassado o ex-senador Luiz Estevão, Antônio Carlos respondeu: "Não sei, isto é um problema do corregedor do Senado". Considerou o sigilo das votações importante e reafirmou: "o que chegou às minhas mãos foi destruído há quase um ano". Tornou a afirmar que o discurso do senador José Roberto Arruda (Sem partido-DF) o surpreendeu. Admitiu que o momento é difícil, mas ponderou que o Senado terá condições de superá-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.