ACM era figura influente e polêmica, diz Chinaglia

Presidente da Câmara lembra a trajetória do senador, que foi ministro, governador e presidente do Congresso

Sandra Hahn, da Agência Estado,

20 de julho de 2007 | 13h52

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse nesta sexta-feira, 20, que o senador Antônio Carlos Magalhães (DEM-BA) foi uma pessoa influente durante décadas na política nacional, polêmico e enfático na defesa de suas idéias. Chinaglia lembrou a trajetória do senador, que foi ministro, governador e presidente do Congresso. ACM morreu esta manhã em São Paulo de falência múltipla de órgãos.   Veja também: Morre o senador Antonio Carlos Magalhães No vídeo mais acessado no YouTube, ACM defende ditadura Frases do senador Site oficial do senador Galeria de Fotos  ACM visita o Estado de S. Paulo    Chinaglia disse que tinha uma relação respeitosa com ACM, apesar das divergências naturais da política. "Faz parte de uma geração que vai aos poucos se acabando", afirmou o deputado, que acompanhou esta manhã o velório do colega de Júlio Redecker (PSDB-RS), vítima do acidente com o avião da TAM, realizado no Palácio Piratini, sede do Executivo gaúcho. O presidente da Câmara afirmou que sua relação com ACM não era de muitos contatos, mas mesmo assim ela permitiu "um tratamento de respeito mútuo, cada um com sua posição e seus objetivos".   O presidente da Câmara informou que deverá acompanhar os funerais de ACM e do deputado federal Nélio Dias (PP-RN), presidente do Partido Progressista, em Salvador e Natal. Dias também faleceu hoje. Chinaglia recordou, ao falar sobre Redecker, que os dois tiveram uma conversa com o comando da Aeronáutica no começo do ano, pois havia uma preocupação com a crise aérea. "(Redecker) Era do enfrentamento de idéias, mas com sensibilidade para pensar o País", afirmou, sobre o tucano. Redecker será enterrado esta tarde em Novo Hamburgo, a 40 quilômetros de Porto Alegre.

Tudo o que sabemos sobre:
morte de ACM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.