ACM é transferido para UTI do Incor

Os resultados dos exames de saúde feitos no senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), além da avaliação clínica, definiram que ele tem quadro infeccioso decorrente de pneumonia, que já está sendo tratada com antibióticos, segundo nota oficial do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas, nesta quinta-feira, 8.Os médicos identificaram ainda agravamento de disfunção renal - que acomete o Senador há alguns anos -, em conseqüência do atual quadro respiratório e de seu histórico clínico - idade, doenças pregressas, entre outros.O senador Antonio Carlos Magalhães, 79 anos, encontra-se internado no Incor, desde as 17 horas da última quarta-feira, para realização de exames de avaliação geral - laboratoriais e de imagem (eletrocardiograma, ecocardiograma, ultra-som, tomografia, cintilografia).O tratamento medicamentoso para estabilização da função renal exige monitorização contínua, por isso o senador está sendo transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva na tarde desta quinta-feira.A nota oficial do Incor diz ainda que "no momento, seu estado clínico é estável e seus parâmetros cardíacos e hemodinâmicos estão normais, assim como sua capacidade cognitiva e de comunicação. O senador seguirá internado no Incor por tempo indeterminado para tratamento do quadro respiratório e renal".ACM está sendo atendido por David Uip. A equipe médica que acompanha o senador é formada pelos médicos do Incor Roberto Kalil (cardiologista) e José Otávio Costa Auler Júnior (chefe da UTI do Incor e diretor clínico do Hospital das Clínicas).Um novo boletim médico será divulgado nesta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.