ACM é contra CPI se não surgir fato contra Presidência ou Dirceu

O senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) afirmou, ao chegar ao Congresso Nacional, que é contra a instalação de uma CPI, neste primeiro momento, para apurar as denúncias que envolvem o subsecretário parlamentar do Palácio do Planalto, demitido depois da divulgação de fita de vídeo em que aparece pedindo contribuição de campanha e propina a um bicheiro, em 2002. ACM disse que se surgir algum fato ligado à Presidência e ao ministro José Dirceu, poderá até haver uma CPI. "Acho que não tem (o fato novo). Mas eu não posso dizer que não tem e amanhã aparecer. Eu tenho de esperar o que vai acontecer. Mas fazer uma CPI para investigar o que não se sabe, isso não é legal do ponto de vista regimental", disse. O senador informou que não vai assinar o requerimento de instalação da CPI "pelo menos até agora".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.