ACM diz que Souto e Ornélas assinarão CPI

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) afirmou há pouco que os senadores pefelistas baianos Paulo Souto e Waldeck Ornélas devem assinar o requerimento de criação de uma CPI destinada a investigar denúncias de corrupção no governo. Souto e Ornélas estão entre os principais integrantes da chamada ala carlista do PFL. Até agora, segundo o líder do Bloco Oposição, senador José Eduardo Dutra (SE), 22 dos 81 senadores assinaram o requerimento de criação da CPI. São necessárias 27 assinaturas.Há pouco, o senador Ornélas confirmou que vai assinar o documento. Ele afirmou que o governo, durante a campanha eleitoral para a presidência do Senado, fez uma opção clara em favor da candidatura do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), inimigo político de Antonio Carlos Magalhães e, no entanto, "curiosamente", até o momento o PMDB é o partido da base aliada ao governo que mais está contribuindo com adesões à proposta de criação da CPI. "O governo já está apanhando pela má escolha que fez no Senado", disse Ornélas. Ele contou que conversou ontem com Souto e disse que este ainda não havia definido uma posição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.