ACM diz que seu discurso deve "preocupar" FHC

O ex-presidente do Senado, Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), anunciou que não vai poupar o presidente Fernando Henrique Cardoso, no discurso que provavelmente fará na quarta-feira, no plenário do Senado, renunciando a seu mandato. "Se fosse ele, estaria preocupado", disse ACM, quando indagado sobre se o presidente deveria preocupar-se com seu discurso. Magalhães atribuiu a punição que o Senado está propenso a lhe impor - a cassação - ao fato de ter feito "denúncias contra os ladrões do erário", lamentando: "E os ladrões do erário vão ficar soltos!" Em seguida, advertiu: "Mas eu vou ficar fiscalizando, fora do Senado". ACM fez estas declarações após almoçar com o governador da Bahia, César Borges, o prefeito de Salvador, Antônio Imbassahy, políticos e amigos, no restaurante Barbacoa, no bairro Iguatemi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.