ACM diz que oposição quer impeachment de Lula nas urnas

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), disse nesta quarta-feira que o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, demonstrou que há motivos para o impeachment do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com a denúncia oferecida ao Supremo Tribunal Federal contra 40 pessoas envolvidas no esquema do mensalão. "Queremos (oposição)o impeachment nas urnas", afirmou.Também em plenário, a líder do PT, senadora Ideli Salvatti (SC), reconheceu que a denúncia do procurador-geral "é dura e de peso significativo". Ela disse que Souza agiu com isenção. "Esse é um procurador encaminhador, e não ´engavetador´ de denúncias", afirmou,A petista se referiu a Geraldo Brindeiro, que comandou o Ministério Público durante o governo Fernando Henrique Cardoso e era conhecido como "engavetador geral da República". Segundo ela, a denúncia "é uma prova inequívoca do funcionamento das instituições democráticas".Tempo do CollorO senador Jefferson Peres (PDT-AM) disse, em discurso da tribuna do Senado, que há motivos para impeachment do presidente. Peres comparou o quadro atual com a situação vivida pelo ex-presidente Fernando Collor."No tempo do Collor, não se identificou o comando da operação dentro do Palácio do Planalto. Agora, foi identificado", afirmou o senador que, no entanto, considera que não há condições políticas para encaminhar pedido de impeachment do atual presidente."É tudo (o impeachment) o que o Lula quer para se transformar em vítima", afirmou Peres. "O que resta agora é o povo brasileiro acordar e não reeleger o Lula presidente". "Tomara que, em outubro, eu suba à tribuna para dizer: ´O povo brasileiro acordou", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.