ACM diz que mulher que esfaqueou seu neto ´é louca´

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) ao ficar sabendo do episódio em que o deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (PFL-BA) foi esfaqueado por uma mulher, pelas costas, em Salvador, disse: "Foi uma mulher louca, que não merece comentários." Ele disse que a mulher esfaqueou o deputado alegando que ele havia prometido liberar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) dela. Antonio Carlos Magalhães disse que soube da agressão momentos antes de subir à tribuna para discursar contra a reportagem em que a revista IstoÉ afirma que o senador está em processo de declínio e "perde poder a cada dia". ACM Neto está internado no Hospital Bahia, em Salvador, sob observação médica. Na manhã desta segunda-feira, quando ele deixava seu escritório, em Pituba, na capital baiana, sua secretária, que olhava pela janela, viu uma mulher, por volta de 35 anos, dando uma facada no lado direito das costas do parlamentar. De acordo com a assessoria do deputado, ele está consciente e conversando. A agressora está presa na 16ª Delegacia de Polícia de Salvador.

Agencia Estado,

18 Dezembro 2006 | 16h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.