ACM diz que a Bahia não será cassada

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) deu hoje uma amostra de qual será seu discurso quanto a uma possível cassação. Na manhã deste sábado, durante uma caminhada no Dique do Tororó, em Salvador, ACM declarou a repórteres de TVs locais que não teme a cassação e que "tudo que fez foi denunciar e promover a cassação de um senador corrupto".O ex-presidente do Senado recomendou aos integrantes da Comissão de Ética do Senado, que estão ouvindo os envolvidos na violação do painel de votação da casa, "que cumpram a determinação presidencial de manter silêncio" referindo-se à nota emitida por FHC pedindo discrição aos aliados.Na verdade, recado dado ontem pelo porta-voz Georges Lamazière, se dirigia aos ministros a auxiliares mais próximos. Com relação aos parlamentares, Lamazière disse que "o presidente não autorizou quem quer que seja, inclusive parlamentares, a propagar opiniões atribuídas a ele, o presidente, sobre o caso, tal como vem indevidamente ocorrendo."ACM disse também que vai retornar a Brasília na quarta-feira, e que seguirá tranqüilo para a acareação com Arruda. Por fim, ACM deu mais um indício das declarações que dará daqui para frente: "se querem cassar a Bahia não vão conseguir, pois todas as denúncias que fiz (sobre corrupção no governo)serão comprovadas", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.