ACM descarta Sarney para o Senado

O presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães, disse que, em princípio, a candidatura do senador José Sarney (PMDB-AP) está descartada. "Em princípio ele (Sarney) pode ser útil, mas não mais como candidato. A não ser que surja uma grande força no Congresso para apoiar Sarney", disse ACM, ao sair da reunião da Executiva Nacional do PFL que discutiu a posição do partido em relação a sucessão da presidência da Casa. ACM saiu acompanhado do vice-presidente da República, Marco Maciel, e do presidente nacional do partido, Jorge Bornhausen.O presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães, chegou à reunião da Executiva Nacional do PFL, negando que tenha proposto a reabertura das investigações sobre o envolvimento do ex-ministro Eduardo Jorge com o escândalo do Fórum Trabalhista de São Paulo. "Eu não disse isso a ninguém". O senador afirmou ainda que também não defendeu a tese de uma candidatura própria à presidência do Senado.Ele afirmou ainda que não se sente derrotado com a indicação do presidente do PMDB, Jader Barbalho, para disputar sua sucessão. "Vocês têm que entender que quem defende a moralidade e a decência jamais será derrotado". Ele disse ainda que vai continuar a defender a moralidade e a decência "para impedir que um corrupto seja presidente do Senado", referindo-se a Barbalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.