ACM defende Dirceu e chama senador do PDT de ?leviano?

O ex-presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA), defendeu o ministro da Casa Civil, José Dirceu, ao acusar o discurso do senador Almeida Lima (PDT-SE) de "leviano". ACM afirmou que a defesa da instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o caso Waldomiro tem sido "um festival de incoerências, que infelizmente é comum na vida política do País". "Depois de tudo o que o senador Almeida Lima fez a este País e com a imprensa, eu diria que se fosse do governo ou do PT, faria uma estátua para o senador, pois ele foi o primeiro a defender o ministro José Dirceu, porque trouxe fatos inverídicos, não comprovados, numa denúncia sem expressão", ironizou ACM. ACM afirmou que "não há um só administrador que não tenha sido enganado por seus auxiliares". Segundo o senador baiano, José Dirceu não merece ser acusado da forma como está sendo. Ao dirigir-se a Almeida Lima, ACM afirmou que ele é "um homem que não vai dormir bem por ter sido tão leviano". Depois do pronunciamento de ACM, o presidente do Senado, José Sarney, encerrou a discussão sobre o tema e iniciou a Ordem do Dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.