ACM continua na UTI do Incor e quadro é estável

O quadro clínico do senador Antonio Carlos Magalhães permanece estável em seu segundo dia de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (Incor-HC), segundo boletim médico divulgado na tarde desta quinta-feira, 19. O senador deu entrada no Incor na última quarta às 17 horas, para realização de exames de avaliação, apresentando insuficiência cardíaca congestiva descompensada, em decorrência de um infarto de extensa proporção, ocorrido em 1989. O boletim informa que a insuficiência cardíaca encontra-se compensada sob uso de medicamentos. E, nessa condição, os parâmetros cardíacos e hemodinâmicos permanecem normais. O Senador ficará na UTI por tempo indeterminado, sob uso de medicamentos e monitorização contínuos. Seu nível de consciência e comunicação é normal, assim como sua capacidade de locomoção, de acordo com o Incor. A dieta alimentar continua restrita e é ministrada por via oral. Novo boletim médico será divulgado nesta sexta-feira, a partir das 13 horas. Em março, o senador baiano passou oito dias internado no Incor, quatro deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para tratamento de pneumonia e disfunção renal. Durante a internação, ACM recebeu visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Depois de sair do Incor, o senador prometeu retribuir a visita de Lula. Cumpriu a promessa no começo deste mês, quando foi recebido no Palácio do Planalto. O encontro entre Lula e ACM sinalizou uma abertura de diálogo do governo com a oposição. Os dois foram só elogios, segundo o próprio ACM.

Agencia Estado,

19 Abril 2007 | 16h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.