ACM: Benito errou ao se filiar ao PMDB

O presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhães, reagiu com serenidade a filiação de seu afilhado político, Benito Gama, ao partido presidido pelo seu principal adversário, senador Jáder Barbalho, o PMDB. ACM disse que Benito pertenceu ao "carlismo" durante muito tempo e como seu aliado teve muitas oportunidades. O senador disse que o deputado foi acusado anonimamente por desonestidade e na oportunidade decidiu demitir-se da Secretaria da Indústria e Comércio do Estado da Bahia. Mas mesmo com as denúncias, na trasmissão do cargo foi muito prestigiado pelo seu antigo partido. Na opinião de ACM, Benito Gama errou ao procurar outro espaço político, e que isso só poderá ser comprovado nas eleições de 2002. ACM disse que a homenagem feita ontem ao presidente da Câmara, Michel Temer, pelo PMDB, na qual foi anunciada e filiação de Benito, foi paga com recursos da Sudam. Comparando a homenagem a Temer com a que ele próprio recebeu ontem, na última sessão que presidiu no Congresso, ACM disse que nunca na história houve uma homenagem de despedida igual à que teve.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.