ACM: Arruda provou "falsidade" de acusações

Em aparte ao discurso que está sendo proferido pelo senador José Roberto Arruda (PSDB-DF), o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) disse que Arruda apresentou provas atestando "a falsidade" das declarações da ex-diretora do Centro de Informática e Processamento de Dados do Senado Federal (Prodasen), Regina Célia Borges, segundo a qual Arruda lhe teria pedido que violasse o sistema de votação eletrônica do Senado, atendendo a solicitação de ACM, e que este posteriormente lhe teria telefonado, agradecendo pelo fornecimento da lista com os votos dados quando da cassação do ex-senador Luiz Estevão. O senador reafirmou que não deu nenhuma ordem para que o sigilo fosse quebrado. Magalhães parabenizou Arruda pela sua defesa e encerrou sua intervenção repetindo um desafio: "Continuo a desafiar qualquer pessoa a provar que eu tenha tratado desse assunto, seja com a ex-diretora do Prodasen, seja com outro funcionário", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.