ACM agora sai de cena e cala sobre depoimento de Regina

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) deixou nesta quinta-feira à noite seu gabinete, mas não quis fazer comentários sobreo depoimento da ex-diretora do Serviço de Processamento de Dados do Senado Federal (Prodasen) ReginaBorges ao Conselho de Ética do Senado.Em seu depoimento, ela confirmou a participação de ACM na violação do painel de votação eletrônicano plenário do Senado."Não opino. Só falo no meu depoimento", disse o senador, ao se dirigir ao gabinete do primeiro vice-presidente do Senado, Edison Lobão (PFL-MA), com o qual se reuniu.Momentos antes de encerrar a reunião doConselho de Ética, seu presidente, senador Ramez Tebet (PMDB-MT), informou que o órgão decidiu que, antes de tomar osdepoimentos dos senadores José Roberto Arruda (PSDB-DF) e Antonio Carlos Magalhães, vai ouvir os servidores do Senadoenvolvidos na violação do sigilo do painel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.