ACM afirma que procurador federal é ?faccioso?

O senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) chamou o procurador federal Édson Abdon Peixoto de "faccioso" pelo fato dele ter encaminhado à Justiça uma ação acusando-o de participação no caso dos grampos da Bahia. "Desde o primeiro momento o procurador Édson Abdon tem se mostrado faccioso e muito ligado aos meus desafetos", afirmou.Ele criticou o que chamou de "inquérito paralelo" que o representante do Ministério Público Federal elaborou semelhante à investigação da Polícia Federal. "A Justiça saberá distinguir o direito das perseguições de desafetos". Ele informou que já entregou o caso aos seus advogados para demonstrar na Justiça que o procurador o está perseguindo.Veja o índice de notícias sobre o grampo na Bahia

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.