Acidentes aéreos já tiraram a vida de outros políticos brasileiros

Dois deles passaram pelo Presidência: marechal Humberto de Alencar Castelo Branco e o ex- presidente da Câmara, Nereu Ramos

Diego Salgado, Gabriel Manzano Filho e Valmar Hupsel Filho, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2014 | 15h08

Acidentes aéreos já tiraram a vida de outros políticos brasileiros, entre eles dois que passaram pela Presidência da República, o marechal Humberto de Alencar Castelo Branco e um ex-deputado e presidente da Câmara dos Deputados, Nereu Ramos. A lista inclui também, entre as lideranças mais importantes, o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Ulysses Guimarães, e o ex-governador do Rio de Janeiro Roberto Silveira. O acidente de ontem  foi a primeira vez na história do País em que um candidato à Presidência morre em plena campanha.

O marechal Humberto de Alencar Castelo Branco, primeiro presidente do governo militar instaurado pelo Golpe de 31 de Março de 1964, morreu pouco mais de dois meses depois de deixar o poder, no Palácio do Planalto. O avião em que viajava colidiu com um jato, enquanto voava próximo da Base Aérea de Fortaleza. Era 18 de julho de 1967 e o País vivia os primeiros passos do segundo governo militar, de seu sucessor, o general Arthur da Costa e Silva. O acidente também vitimou o irmão do ex-presidente, Cândido Castelo Branco e o major Assis e Alba Frota.

Nereu de Oliveira Ramos foi presidente da República interino durante três meses, entre o final de 1955 e o início de 1956, quando transferiu o cargo ao presidente eleito Juscelino Kubitschek. Nereu Ramos morreu no dia 16 de junho de 1958, quando caiu o avião em que ele estava, na sua cidade natal, São José dos Pinhais, no Paraná.

Ulysses Guimarães, que foi presidente da Câmara dos Deputados e da Assembleia Constituinte que promulgou a Constituição de 1988, estava em um helicóptero que caiu no mar, perto da costa de Angra dos Reis, no litoral fluminense, no dia 12 de outubro de 1992. Seu corpo nunca foi encontrado. No mesmo acidente morreram sua esposa Mora Guimarães, o ex-senador e ex-ministro da Indústria e Comércio do governo Geisel, Severo Gomes e esposa, além do piloto.

Três anos antes, Ulysses havia se candidatado à Presidência da República pelo PMDB, desafiando o próprio candidato do regime, general Ernesto Geisel, no que ele chamou de “anticandidatura”. Ulysses foi presidente da Câmara dos Deputados durante em três ocasiões (1956-1957, 1985-1986 e 19871988). De 1987 a 1988 presidindo a Assembleia Nacional Constituinte, teve papel decisivo na elaboração do texto final da Constituição, promulgado em 5 de outubro de 1988.

Ministro Marcos Freire, deputado e senador, comandava o Ministério da Reforma Agrária durante o governo José Sarney quando morreu em acidente aéreo no dia 8 de setembro de 1987, no sul do Pará. Freire era político corajoso em suas críticas ao governo militar e pertencia ao chamado grupo dos "autênticos" do antigo MDB (depois PMDB), que seguiam uma linha radical de críticas aos militares.

Roberto Silveira  era governador do Rio de Janeiro quando foi vítima de um acidente de helicóptero sobrevoando a cidade de Petrópolis. Bastante ferido, foi levado para um hospital e morreu em 28 de fevereiro de 1961, Era pai do ex-prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira.

Clériston Andrade, candidato ao governo da Bahia, morreu em 1º de outubro de 1982, um mês e meio antes da eleição - também devido à queda de um helicóptero. Andrade havia sido prefeito de Salvador entre 1970 e 1975. Dias após a sua morte, João Durval foi indicado pelo então governador do Estado Antonio Carlos Magalhães e foi eleito.

O deputado José Carlos Martinez, do PTB paranaense, morreu em outubro de 2013 quando o avião em que estava decolou de Curitiba e bateu em um morro antes de chegar ao aeroporto de Navegantes (SC). Além do deputado, morreram no acidente dois empresários e o piloto. Martinez foi deputado constituinte e presidiu por 11 anos o PTB.

Na Bahia, dois candidatos ao governo do Estado foram vítimas de acidentes aéreos em plena campanha. Em 1950, o ex-deputado federal Lauro Farani Pedreira de Freiras, do antigo Partido Social Democrático (PSD) morreu após queda de um bimotor às margens do rio São Francisco, em Bom Jesus da Lapa. No mesmo acidente também morreram seu candidato a vice, Gercino Coelho, além do piloto. 

1950

Nome: Lauro Farani

Deputado Federal pels Bahia em 1945

Idade: 49 anos

Data da morte: 11 de setembro de 1950

Local: Bom Jesus da Lapa, na Bahia

Causa: Acidente com um bimotor

Obs: morreu durante campanha ao governo da Bahia

Nome: Gercino Coelho

Deputado Estadual pela Bahia 

Idade: 38 anos

Data da morte: 11 de setembro de 1950

Local: Bom Jesus da Lapa, na Bahia

Causa: Acidente com um bimotor

Obs: morreu durante campanha ao governo da Bahia

1958

Nome: Nereu de Oliveira Ramos

Presidente da República entre 31 de janeiro de 1956 a 4 de novembro de 1957

Presidente da Câmara dos Deputados entre 2 de fevereiro de 1951 a e de fevereiro de 1955

Governador de Santa Catarina entre 1.º de maio de 1935 a 6 de novembro de 1945

Idade: 69 anos

Data da morte: 16 de junho de 1958

Local: São José dos Pinhais, na grande Curitiba

Causa: Acidente do Convair CV-440 de matrícula PP-CEP durante o pouso

Nome: Jorge Lacerda

Governador de Santa Catarina entre 31 de janeiro de 1956 e 16 de junho de 1958

Idade: 43 anos

Data da morte: 16 de junho de 1958

Local: São José dos Pinhais, na grande Curitiba

Causa: Acidente do Convair CV-440 de matrícula PP-CEP durante o pouso

Nome: Leoberto Leal

Deputado Federal  por Santa Catarina entre 1951 e 1958

Idade: 45 anos

Data da morte: 16 de junho de 1958

Local: São José dos Pinhais, na grande Curitiba

Causa: Acidente do Convair CV-440 de matrícula PP-CEP durante o pouso

1961

Nome: Roberto Silveira

Governador do Rio de Janeiro entre 31 de janeiro de 1959 e 28 de fevereiro de 1961

Idade: 37 anos

Data da morte: 28 de fevereiro de 1961

Local: Petrólis

Causa: Queda de helicóptero

1967

Nome: Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco

Presidente da República entre 15 de abril de 1964 a 15 de março de 1967

Idade: 69 anos

Data da morte: 18 de julho de 1967

Local: Mondubim, distrito de Fortaleza

Causa: Bimotor "Piper" chocou-se no ar com um jato de treinamento da FAB, que voava em formação

Observação: acidente ocorreu 125 depois de Castelo Branco deixar a presidência

1982

Nome: Clériston Andrade

Prefeito de Salvador entre 1970 e 1975

Idade: 57 anos

Data da morte: 1 de outubro de 1982

Local: Itapetinga, a 600 quilômetros de Salvador

Causa: Queda de helicóptero 

Obs: morreu durante campanha ao governo da Bahia, a 46 dias do pleito, Seu substituto, João Durval foi indicado pelo então governador do Estado Antonio Carlos Magalhães e foi eleito. 

1987

Nome: Marcos Freire

Deputado Federal por Pernambuco entre 1971 e 1974

Senador por Pernambuco  entre 1974 e 1982

Idade: 56 anos

Data da morte: 8 de setembro de 1987

Local: Carajás

Causa: Jatinho HS da FAB explodiu seis segundos depois de decolar do aeroporto de Carajás

Obs: era ministro da Reforma Agrária do governo José Sarney quando morreu 

1992

Nome: Ulysses Guimarães

Presidente da Câmara dos Deputados entre 2 de fevereiro de 1956 a 2 de fevereiro de 1958 e entre 2 de fevereiro de 1985 a 2 de fevereiro de 1989

Idade: 76 anos

Data da morte: 12 de outubro de 1992

Local: Angra dos Reis

Causa: Queda de helicóptero

Observação: corpo não foi encontrado

Nome: Severo Fagundes Gomes

Senador por São Paulo entre 1983 a 1991

Idade: 68 anos

Data da morte: 12 de outubro de 1992

Local: Angra dos Reis

Causa: Queda de helicóptero

2003

Nome: José Carlos Martinez

Deputado Federal pelo Paraná em 1986 e 1998 

Idade: 55 anos

Data da morte:  4 de outubro de 2003

Local: Guaratuba (Paraná)

Causa: Acidente com um monomotor

Obs: Tesoureiro da candidatura de Fernando Collor, em 1989

Mais conteúdo sobre:
políticaEduardo Camposacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.