Acareação entre ACM e Arruda pode ser na quarta-feira

O senador Roberto Saturnino Braga(PSB-RJ), relator do Conselho de Ética e Decoro, que analisa a violação do painel que pode levar à perda de mandato dossenadores Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) e José Roberto Arruda (sem partido-DF), disse nesta quinta-feira ao Estado que ?há umagrande contradição? entre os discursos de ambos, indicando a possibilidade de cassação dos dois parlamentares.Mas avisou queainda é preciso ouvir Arruda para fechar questão. Mesmo evitando dar maiores declarações, para não prejudicar seu trabalho,Saturnino afirmou que os senadores tiveram equilíbrio na condução das perguntas. ?Se for agressivo, acaba virando bate-bocae isso não resolve nada. Não adianta agressividade e sim objetividade?, completou.Roberto Saturnino acha que será necessária a acareação entre Arruda e ACM, já solicitada pelo senador Jefferson Péres(PDT-AM), que poderá ser marcada para quarta-feira da semana que vem.Ele promete concluir o relatório dez dias depoisdessa acareação.A seguir, os principais pontos da entrevista do senador: O Estado de S.Paulo ? O senador Antonio Carlos disse que não feznenhum pedido à ex-diretora do Prodasen Regina Borges para que pegasse a lista. O senador Arruda disse que saiu doencontro (com ACM) com a incumbência de saber se era possível saber como havia sido a votação (que levou à cassação deLuiz Estevão). Quem está falando a verdade?Senador Roberto Saturnino Braga - Vamos amanhã (sexta-feira) ouvir o senador Arruda. Estado - O senhor vai pedir uma acareação?Senador - Se o Arruda sustentar amanhã (sexta) o discurso dele é uma contradição - e contradição da grande mesmo.Estado - O senhor se convenceu com os argumentos dele?Senador - Por que você vem perguntar isso a mim? Eu sou o único que não posso falar nada. Qualquer coisa que eu disser avocê eu vou antecipar meu relatório. Falar agora seria leviandade.Estado - O líder do PT na Câmara, Walter Pinheiro (BA), disse que faltou quem ?encostasse? ACM na parede. O senhor achaque os senadores se sentiram intimidados?Senador - No que tange às minhas indagações, eu fiz as perguntas que achei que eram fundamentais. E já formei minhasconvicções. Fiquei satisfeito com as minhas indagações.Estado - Ele intimidou os senadores e os impediu de ir mais a fundo?Senador - Não achei que os senadores foram tímidos. Também não achei que foram agressivos. Mas é necessário seragressivo? Eu, pessoalmente, não tinha que ir mais fundo. Eu acho que precisava ir até onde podia extrair. Porque se foragressivo, acaba virando bate-boca e isso não resolve nada. Não adianta agressividade. Adianta objetividade.Estado - Houve omissão de ACM quando ele recebeu a lista e não tomou providências?Senador ? Ele deu lá a resposta dele. Eu formei o meu juízo. Não adianta ficar discutindo com ele porque já formei meu juízo eisso vai fazer parte do meu relatório.Estado - O senador Antonio Carlos repetiu que soube da lista e que não tomou providências para não macular a imagem doSenado. O senhor havia dito que se ele viu a lista e não tomou providências, é omissão. O senhor mudou de opinião?Senador ? Ele repetiu tudo, mas você mesma julga. Nas suas palavras, você já está dando a resposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.