Ação do MP bloqueia bens de deputado de São Paulo

|O Ministério Público de São Vicente , no litoral sul de São Paulo, ajuizou uma ação civil pública que resultou no bloqueio judicial dos bens do ex-vereador e hoje deputado estadual Luciano Batista e da mulher dele, Solange Maria da Silva Batista. A ação é resultado de investigação da promotora de Justiça da Cidadania Flávia Maria Gonçalves e do promotor Cássio Roberto Conserino, do Gaerco (Grupo de Atuação Especial Regional para a Prevenção ao Crime Organizado), de Santos, que desde janeiro de 2007 apuram denúncia de que o casal apresenta evolução patrimonial desproporcional aos seus rendimentos.A investigação comprovou que, nos últimos anos, Luciano Batista e sua mulher adquiriram três apartamentos em edifícios de alto padrão em São Vicente, além de vários veículos zero quilômetro, todos modelos de luxo, como Audi e BMW, além de motocicletas.Na ação civil pública por improbidade administrativa, o juiz Eurípedes Gomes Faim Filho, da Vara da Fazenda Pública da Comarca de São Vicente, deferiu a antecipação dos efeitos da tutela e bloqueou os bens do casal, que não podem ser negociados. Os promotores pedem ainda a perda desses bens, perdas de funções públicas, a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 10 anos, pagamento de multa e proibição de contratarem com o poder público pelo prazo de 10 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.