Ação de prefeita impressiona Lula

Em seu segundo mandato, Maria Isaura conseguiu reduzir a quase nada as queimadas em Alta Floresta

João Domingos, ALTA FLORESTA, O Estadao de S.Paulo

20 de junho de 2009 | 00h00

À frente de uma coligação rara, que reúne os adversários federais PT e PSDB, além de seu partido, o PDT, e o PR do governador do Estado, Blairo Maggi, a prefeita de Alta Floresta, Maria Isaura Dias Afonso, surpreendeu o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última sexta-feira, no lançamento do programa de regularização das posses de até 1,5 mil hectares na Amazônia. Ela conseguiu reduzir a quase nada as queimadas no município depois que criou brigadas anti-incêndio. O presidente a convidou para falar de sua experiência na reunião com prefeitos e governadores da Amazônia para tratar do combate às queimadas nos dias 15 e 16 de julho. Aos 64 anos, Isaura foi reeleita em 2006, com 51% dos votos. É seu único cargo eletivo.Desde que assumiu fez uma campanha educativa para que os motoristas respeitassem a faixa de pedestre. Deu certo. Alta Floresta tem 33 anos de existência. Já não se parece mais com uma típica cidade de avanço da fronteira oeste. As ruas são largas e asfaltadas, a água é tratada e há uma rede de esgoto que beneficia toda a área central. A empresa que cuida do saneamento básico é privada e tem a concessão da prefeitura para explorar o serviço. Maria Isaura mudou-se de Campo Grande (MS) para Alta Floresta há 25 anos. Era funcionária da Caixa Econômica Federal. Junto com o marido, montou um posto de gasolina e comprou uma área de 240 hectares, no distrito de Carlinda. Hoje, o velho distrito se emancipou. Tanto a propriedade quanto o posto ficaram na nova cidade. Isaura cria bovinos, ovinos e caprinos, tendência entre os donos de terras de até 300 hectares. A prefeita pediu ao presidente incentivos a um frigorífico de pequenos animais. Ela se queixa por Alta Floresta estar na lista dos 43 maiores desmatadores. "Aqui não há mais desmatamentos. Mas os proprietários de terras se negam a fazer o recadastramento porque temem ser multados pelo que fizeram no passado, obrigados pelos seguidos governos, porque tinham de tirar 50% das matas", acrescenta. Alta Floresta não tem terras da União. O município fica numa área remanescente da grande gleba de 400 mil hectares comprada por Ariosto da Riva do governo federal, em 1976.Não há acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), somente nas cidades vizinhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.