Absolvido homem que matou "Bandido da Luz Vermelha"

O pescador Nelson Pinzegher foi absolvido, nesta quarta-feira, pelo Tribunal do Júri de Joinville, em Santa Catarina, do homicídio de João Acácio Pereira da Costa, o legendário "Bandido da Luz Vermelha", em 1998. Apesar da denúncia de crime qualificado, a própria promotoria pediu a absolvição por legítima defesa de terceiro, que era exatamente a tese da defesa. O advogado criminalista Antônio Lavarda estava confiante na absolvição do seu cliente, sustentando que o réu agiu para defender a si próprio e as vidas da mãe e da filha.Protagonista de crimes sensacionais na década de 60 na cidade de São Paulo, João Acácio Pereira da Costa foi chamado de "Bandido da Luz Vermelha" por causa da lanterna que usava para seus assaltos a mansões. Preso também por homicídio, foi condenado a 30 anos de reclusão. Depois que saiu da prisão, sua liberdade durou apenas 4 meses e 20 dias. No dia 5 de janeiro de 1998, Pinzegher o matou com um tiro de espingarda no peito, na praia do Vigorelli, em Joinville.João Acácio, que era catarinense, voltou para Joinville ao ser libertado e foi morar com o tio Joaquim Pereira da Costa. Com dificuldades de relacionamento, logo se desentendeu com o tio, foi agredido a cadeiradas por um desconhecido e acabou indo morar na casa do pescador Nelson Pinzheger.Segundo o pescador, houve várias agressões e tentativas de violência sexual de João Acácio contra seus famíliares. Pinzegher respondia ao processo em liberdade e afirmou que havia passado os últimos seis anos apreensivo com a possibilidade de ser condenado. Absolvido, para ele ficou a fama indesejada de ser o homem que matou o "Bandido da Luz Vermelha".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.