'Absolvição é vitória da democracia', diz Renan em nota

Em nota à imprensa, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse que sua absolvição "é uma vitória da democracia, mas é também o momento de refletir sobre as perdas que este processo político provocou". Renan disse não guardar mágoa nem ressentimento. Em um tom amistoso, disse que é movido "pelo único sentimento do entendimento e do diálogo". "Nesses mais de cem dias, muitos de nós perdemos algo. Eu perdi mais. Abri mão de convivência com a família e junto a amigos", disse. Renan afirma que já começou a procurar líderes e presidentes de partidos para retomar a agenda do Legislativo que, "de fato, interessa ao País e à população". Ele diz que mesmo com "eventuais injustiças e excessos inerentes ao processo democrático, é preciso acreditar nas instituições, fortalecê-las e não perder a confiança de que a verdade sempre prevalecerá". No final da nota, Renan promete "corresponder aos anseios da instituição e aproximá-la cada vez mais da sociedade brasileira".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.