Aborto barra temas importantes da campanha, diz Temer

O candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Dilma Rousseff (PT), Michel Temer (PMDB), disse hoje que a discussão em torno do tema aborto "não é útil" e está "bloqueando" o verdadeiro debate que deveria ser feito na campanha presidencial. "Essa discussão atrapalha o debate de ideias e a escolha do melhor candidato", afirmou Temer, após reunião com o secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Dimas Lara Barbosa, em Brasília.

ANA PAULA SCINOCCA, Agência Estado

14 de outubro de 2010 | 18h27

O peemedebista visitou a CNBB para, disse, reiterar que ele e Dilma são a favor da vida. Segundo Temer, também presidente da Câmara, a discussão em torno do aborto foi importante para que todos os candidatos afirmassem suas posições. "Os dois disseram que são contra o aborto. Mas não se pode ficar só nesse tema. É preciso ampliar o discurso", disse.

Antes da visita à CNBB, Temer se reuniu com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante. Ele afirmou que foi prestar uma homenagem, mas na saída ressaltou a importância da democracia e a defesa das liberdades de expressão e de imprensa.

Temas como o aborto e a defesa da democracia têm dominado a campanha eleitoral e, segundo pesquisas, podem ter sido importantes para que a disputa presidencial se arrastasse para o segundo turno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.