Reprodução
Reprodução

Abaixo-assinado na internet presta solidariedade a Genoino

Grupo cria página em defesa de ex-presidente do PT, condenado pelo mensalão e preso desde a última sexta-feira

Sarah Brito - Especial para o Estado

18 de novembro de 2013 | 14h39

Um site intitulado "Estamos aqui" reuniu cerca de 12,8 mil assinaturas, até o começo da tarde desta segunda-feira, 18, em apoio ao ex-presidente do PT, José Genoino, condenado pelo mensalão. O deputado se entregou à Polícia Federal na última sexta-feira, 18, após ter a ordem de prisão determinada pelo presidente do Superior Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.

Na página inicial, um texto diz que Genoino é "um homem honesto, digno", no qual o grupo confia. A página não traz assinatura de responsáveis pela iniciativa ou aparente filiação partidária e é vinculada a um site de mobilização. Os apoiadores do político, que se apresentam como "um grupo grande de brasileiros", afirmam que o petista "personifica um sonho" por uma sociedade em que "haja fraternidade e que todos sejam, de fato, iguais perante à lei".

A postagem também informa que o político preso "traduz a história de toda uma geração que ousa sonhar com liberdade, justiça e pão".

Genoino foi levado para Brasília no sábado, 16, em direção à penitenciária da Papuda. O ex-presidente do PT foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão por envolvimento no esquema do mensalão e deverá cumprir parte da pena em regime semiaberto.

Leia a íntegra do texto do site:

"Somos um grupo grande de brasileiros iguais a você, que deseja um país melhor.

Estamos aqui para dizer em alto e bom som que José Genoino é um homem honesto, digno, no qual confiamos.

Estamos aqui porque José Genoino traduz a história de toda uma geração que ousa sonhar com liberdade, justiça e pão.

Estamos aqui, mostrando nossa cara, porque nos orgulhamos de pessoas como ele, que dedicam sua vida para construir a democracia.

Genoino personifica um sonho. O sonho de que um dia teremos uma sociedade em que haja fraternidade e todos sejam, de fato, iguais perante a lei."

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãojose genoinoabaixo assinado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.