Ed Ferreira/AE
Ed Ferreira/AE

Abaixo-assinado com 37 mil nomes pede julgamento do mensalão

Entidades entregam documento ao Supremo Tribunal Federal para cobrar decisão sobre processo

31 de maio de 2012 | 09h05

Entidades da sociedade civil entregaram nessa quarta-feira, 30, no Supremo Tribunal Federal, um abaixo-assinado com cerca de 37 mil nomes pedindo o julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão. Desse total, aproximadamente 24 mil assinaturas foram coletadas pela internet e as demais em atos públicos.

 

O manifesto dirigido ao presidente do Supremo, ministro Carlos Ayres Britto, expressa preocupação com a "possibilidade de prescrição, no todo ou em parte, de alguns crimes objetos daquela ação penal, situação já aventada publicamente por alguns consagrados juristas". "Entendem os peticionários que um processo envolvendo acusações de crimes tão graves, supostamente cometidos por personagens tão influentes, na política e no mundo empresarial, deva ser julgado com adequada prioridade para evitar impunidade e, mais ainda, para desmistificar a percepção pela sociedade de que a Justiça em nosso país é tolerante com os ricos e poderosos, mas rigorosa somente com os pobres", diz o abaixo-assinado.

 

Participaram do ato de protocolo representantes de entidades como Transparência Brasil, Contas Abertas, Movimento 31 de Julho e Queremos Ética na Política. Embora o documento já tenha sido entregue ao Supremo, o site que coletou assinaturas continuará no ar.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãosos mensalão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.