A mentira e a verdade de Arruda

O ex-líder do governo no Senado José Roberto Arruda admitiu nesta segunda-feira, em um pronunciamento na tribuna do Senado, o que negou em seu primeiro discurso: parte da culpa pela violação da lista de votação do painel secreto do Senado. Na confissão de hoje, Arruda admitiu que em seu pronunciamento anterior usou os compromissos assinalados em sua agenda para ocultar o conhecimento da lista e do próprio episódio. Ouça os dois pronunciamentos nas sonoras da Rádio Eldorado.18/04/2001 16h44 - O senador José Roberto Arruda (PSDB-DF) se defende da acusação de fraudar o painel de votação da Casa. Arruda questiona a veracidade do depoimento da ex-diretora do Centro de Processamento de Dados do Senado, Regina Borges, que o incrimina junto com o senador Antônio Carlos Magalhães.23/04/2001 16h30 - O senador José Roberto Arruda confirma que recebeu a lista de votação e entregou ao senador Antônio Carlos Magalhães, que ligou para a ex-diretora do Prodasen para agraceder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.