À Justiça, Dirceu relata encontros

No depoimento que prestou anteontem à Justiça Federal, o ex-ministro José Dirceu passou boa parte do tempo dando explicações sobre encontros na Casa Civil. Ele voltou a admitir que recebeu o publicitário Marcos Valério em duas ocasiões, mas como acompanhante de representantes dos bancos BMG e Rural.No caso do Rural, a reunião teria tratado do interesse do banco numa mina de nióbio. No do BMG, Dirceu teria sido convidado para a inauguração de uma fábrica em Goiás. Delúbio, segundo ele, participou desse encontro.Em outro trecho do depoimento, Dirceu atrapalhou-se ao falar de encontros com Delúbio na Casa Civil.Indagado se o ex-tesoureiro, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-secretário-geral Silvio Pereira participavam dessas reuniões, respondeu: "Não, a não ser o Delú... O Silvio Pereira e o Genoino, durante a constituição do governo, nos primeiros meses. Depois não, porque não eram membros do governo, muito menos Delúbio Soares. Aliás, minha agenda retrata isso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.