A hora é de ser otimista, mas não de comemorar, destaca Palocci

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, expressou em discurso hoje, durante cerimônia de atos legais no Palácio do Planalto, o seu otimismo com os resultados da economia brasileira, mas alertou para a necessidade de se manter o rumo que vem sendo seguido e que tem proporcionado a retomada do crescimento econômico: equilíbrios orçamentário e das contas externas e o controle da inflação. "Não é hora ainda para comemorarmos, é hora para sermos otimista e seguirmos no rumo."Palocci disse que os benefícios do crescimento já começam a chegar aos trabalhadores trazendo aumento do emprego, da massa salarial e da renda, mas argumentou que a maior preocupação do povo e do empresário é saber se esse crescimento se sustentará no longo prazo. Segundo ele, só o crescimento prolongado é que resolverá os problemas sociais do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.