André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

A familiares, Delcídio nega que tenha dito que STF errou em seu caso

Em entrevista ao 'Estado', o presidente estadual do PT, Antônio Carlos Biffi, afirmou que em visita feita a ao senador anteontem na Superintendência, ele se queixou da atuação do STF

Erich Decat, O Estado de S.Paulo

03 de dezembro de 2015 | 17h08

BRASÍLIA - Preso na Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal, o senador Delcídio Amaral (PT-MS) teria negado nesta quinta-feira, 3, a familiares, que tenha afirmado, em encontro com políticos do Mato Grosso do Sul, que o Supremo Tribunal Federal (STF) tenha errado na condução de sua prisão.

Em entrevista ao Estado, o presidente estadual do PT, Antônio Carlos Biffi, afirmou que em visita feita a Delcídio anteontem na Superintendência, o senador se queixou da atuação do STF.

“Acho que o Rui Falcão (presidente do PT) errou, como errou o Supremo, como errou o Senado. Para mim tanto faz como tanto fez, se ele vai me expulsar ou não”, afirmou Delcídio, segundo Biffi.

À esposa Maika, que o visitou nesta quinta, Delcídio teria negado que tenha dado as declarações e teria ressaltado que o “único foco era o de formatar junto aos advogados a sua defesa”.

O senador está preso deste a última quarta-feira, 25, em Brasília sob acusação de tentar obstruir as investigações da Lava Jato. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.