''''A comissão não tem poder legal. Só ético''''

Os integrantes da Comissão de Ética Pública não pensam, por enquanto, em pedir demissão coletiva, afirma o presidente do colegiado, Marcílio Marques Moreira. Em entrevista ao Estado, ele evita criar polêmica e não faz críticas ao presidente Lula, que, até hoje, não cumpriu a recomendação de demitir o ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Os integrantes da comissão pensam em pedir demissão coletiva? Por enquanto não.Mas podem pedir?O futuro a Deus pertence. Vamos ver qual é a solução. O senhor deixa o cargo caso o presidente Lula não siga a recomendação de demitir o ministro Lupi? O presidente Lula está estudando o caso do ministro Lupi. Está tentando uma solução. A Comissão de Ética ficou esvaziada depois que suas recomendações não foram seguidas?A comissão não perdeu suas funções. Ainda na semana passada três ministros me telefonaram pedindo orientações.Quem lhe telefonou? Os ministros Edison Lobão (Minas e Energia), Nelson Machado (interino da Fazenda) e Nelson Hubner (que deixou Minas e Energia).O que eles queriam? O ministro Hubner deixou o ministério e queria saber detalhes das regras da quarentena. O ministro Lobão está chegando ao ministério e queria saber várias coisas, como informações sobre viagens. Qual é o poder da comissão?É ético. Ela pode fazer censura ética em relação a autoridades que deixaram o cargo e advertência para quem está no cargo. Pode até recomendar a demissão de ministros ao presidente. A comissão não tem poder legal. Só ético.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.