96 pessoas voltam a trabalhar na P-7

A Petrobrás divulgou nesta sexta-feira uma nota na qual informa que 96 pessoas já estão a bordo da Plataforma P-7, na Bacia de Campos, onde ocorreu vazamento de 26 mil litros de óleo. Ontem, logo após o acidente, foram retirados 106 trabalhadores, entre os 143 que estavam no local. A produção na plataforma, que atinge 15,6 mil barris diários de óleo e está paralisada, será retomada no máximo até segunda-feira, segundo garante a empresa. Hoje pela manhã foi realizado um sobrevôo com técnicos da Petrobrás, Ibama e Feema, para avaliar os resultados das ações de combate ao vazamento. Os técnicos concluíram que restam de 7 mil a 11 mil litros de óleo remanescente na superfície do mar, que está sendo recolhido por barreiras em dispersões oceânicas. A empresa garante que mais da metade do óleo já foi recolhido ou dispersado e não há risco de que a mancha chegue ao litoral. Permanecem no local 14 embarcações. Além disso, estão sendo utilizados 1.500 metros de barreiras oceânicas para conter o óleo. O presidente da Petrobras, Henri Philippe Reichstul, retornará até amanhã da viagem que está fazendo à Bolívia, segundo informou a assessoria de imprensa da companhia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.