65,4% rejeitam candidatos indicados por FHC, diz CNT/Sensus

A rejeição a um candidato do Palácio do Planalto para as eleições presidenciais de 2002 continua alta. De acordo com pesquisa elaborada pela Sensus para a Confederação Nacional do Transporte (CNT), dos 2.000 entrevistados, 65,4% não votariam "de jeito nenhum" num candidato indicado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso para o pleito de 2002. Apenas 9% disseram que votariam num nome indicado por FHC. Outros 22,7% afirmaram que poderiam votar, mas não tinham "certeza". Diante dos nomes já lançados à corrida presidencial (Lula, Itamar Franco, Ciro Gomes, José Serra e Anthony Garotinho) e apresentados como "já candidatos" pela Sensus, 55,3% dos entrevistados disseram que esses nomes já são suficientes para que se possa fazer uma "boa escolha" para presidir o País a partir de 2003. Por outro lado, 37,9% afirmaram que gostariam que surgisse "um novo nome" para definir em quem votariam para presidente em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.