14 são condenados por morte de agricultor

Cinco policiais militares e nove vigilantes e funcionários da Usina Santa Tereza, de propriedade do Grupo João Santos foram condenados, por unanimidade, a 18 anos de prisão pelo homicídio do agricultor Luiz Carlos da Silva e por tentativa de homicídio contra outros 13 trabalhadores rurais, no dia 4 de novembro de 1998. A sentença foi dada na noite de anteontem. Apenas um dos 15 réus foi absolvido, a pedido do Ministério Público de Pernambuco - o administrador da usina, José Soares. Os advogados dos condenados apelaram da sentença e entrarão com recurso no Tribunal de Justiça de Pernambuco.

O Estadao de S.Paulo

31 de março de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.