Gali Tibbon / AFP
Gali Tibbon / AFP

100 tuítes da família Bolsonaro em 100 dias de governo

Presidente transformou a rede social em ferramenta de comunicação do governo; relembre algumas postagens dele e dos filhos

Carla Bridi, Matheus Lara e Paulo Beraldo, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2019 | 11h00

Usuário assíduo do Twitter desde 2010, Jair Bolsonaro (PSL), há cem dias presidente do Brasil, transformou a rede social na principal ferramenta de comunicação do governo. Uma forma de se comunicar diretamente com a população, defendem seus apoiadores. 

Com 3,95 milhões de seguidores na rede social, o presidente faz publicações diárias que vão desde anúncios e esclarecimentos a ataques à imprensa e opositores, polêmicas e brincadeiras. Com pouco mais de dois meses de governo, levantamento do Estado mostrou que o presidente criticava, questionava ou ironizava o trabalho da imprensa uma vez a cada três dias

Após repercussão negativa, algumas dessas mensagens foram apagadas, como o vídeo de um homem urinando na cabeça de outro durante o Carnaval, prática sexual conhecida como "golden shower". Já um dos filhos, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), escreveu: 'Quero que vocês se explodam', sobre uma reportagem em que o grupo radical islâmico Hamas critica seu pai. Ele também apagou a publicação após críticas.  

Flávio é o que menos usa a rede. Carlos, vereador no Rio pelo PSC, e Eduardo, deputado federal pelo PSL-SP, têm atuação forte no Twitter. Há quem aponte, inclusive, para interferência dos filhos nas questões do governo, já que a repercussão das mensagens pode respingar no presidente. O Estado selecionou 100 tweets dos primeiros 100 dias de governo Bolsonaro. 

Confira:

1.

2. 

3.

4. 

5. 

6. 

7. 

8. 

9. 

10. 

11. 

12.

13. 

14.

15. 

16. 

17.

18. 

19. 

20. 

21. 

22. 

23. 

24. 

25. 

26. 

27. 

28. 

29. 

30. 

31. 

32. 

33. 

34. 

35. 

36. 

37.

38.

39. 

40. 

41.

42. 

43. 

44. 

45. 

46. 

47. 

48. 

49. 

50. 

51.

52. 

53. 

54. 

55. 

56. 

57.

58.

59.

60. 

61. 

62. 

63. 

64. 

65. 

66. 

67. 

68. 

69. 

70.

71. 

72. 

73.

74. 

75.

76. 

77.

78.

79. 

80. 

81. 

82.

83.

84.

85.

86.

87.

88. 

89.

90.

91.

92.

93. 

94.

95.

96.

97.

98. 

99. 

100.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.